MEDICAÇÃO PARA EMAGRECER x EFEITO REBOTE

MEDICAÇÃO PARA EMAGRECER X EFEITO REBOTE

A dúvida mais comum no consultório endocrinológico é sobre a possibilidade do efeito rebote com a utilização de medicamentos para emagrecer.

Infelizmente, alguns pacientes retornam ao peso original após o cessar da medicação, mas não considero isso um efeito rebote do medicamento, mas sim do paciente.

O tratamento farmacológico é sempre realizado em 2 etapas, sendo a primeira etapa a de redução do peso para o valor ideal e a segunda etapa, a de manutenção deste peso.

A medida que emagrecemos ocorre uma redução da taxa metabólica basal, tanto pela redução da quantidade de células (perda de músculo e gordura) quanto pelo aumento da nossa eficiência energética. (O aproveitamento energético dos alimentos passa de 20% (basal) para 25 a 30%, sendo o restante perdido como calor).

A grande maioria dos pacientes recupera o peso original por não respeitarem a etapa mais importante do tratamento, que é a de manutenção do peso. Após chegarem ao peso ideal, retornam ao antigo estilo de vida, inadequado em atividade física e em educação alimentar. Sendo justamente nesta fase que seu corpo está preparado para um maior acúmulo energético em forma de gordura.

Para manter o peso desejado na segunda etapa do tratamento deve-se: manter a medicação e com o tempo ir reduzindo-a gradualmente, ir adequando aos pouco a ingestão de calorias diárias e sempre manter uma atividade física adequada (Sempre acompanhando com o endocrinologista).

Não é uma regra absoluta, mas podemos obter o tempo ideal da fase de manutenção do peso, transformando a quantidade de Kg emagrecidos em meses. Então, se você perdeu 20 kg deve ficar 20 meses tendo um cuidado especial com o peso. Após este período, o seu metabolismo chegará a um novo equilíbrio, e este passará a ser o seu peso ideal para ele.

Olá! Como vai?
Em que posso te ajudar?
Powered by