MEDICAMENTOS QUE CAUSAM REDUÇÃO DA LIBIDO

CAUSAS MEDICAMENTOSAS NA REDUÇÃO DA LIBIDO

A redução da libido é um motivo comum da consulta endocrinológica e várias vezes é um efeito colateral medicamentoso.

Alguns remédios podem diminuir a libido por afetarem a parte do sistema nervoso responsável pelo desejo sexual e outros por diminuírem os níveis de testosterona no organismo.

1-Antidepressivos:
Clomipramina, Lexapro, Fluoxetina, Sertralina e Paroxetina (Aumentam os níveis de serotonina, um hormônio que aumenta o bem-estar, mas que diminui o desejo, a ejaculação e o orgasmo).

2-Anti-hipertensivos:
Propanolol, Atenolol, Carvedilol, Metoprolol e Nebivolol (Afetam o sistema nervoso e a área do cérebro responsável pela libido), Furosemida, Hidroclorotiazida, Indapamida e Espironolactona (Reduzem o fluxo de sangue para o pênis).

3-Pílulas anticoncepcionais:
Selene, Yaz, Ciclo 21, Diane 35, Gynera e Yasmin (Diminuem os níveis de hormônios sexuais, incluindo a testosterona, diminuindo a libido).

4-Finasterida (Diminuem os níveis de testosterona, diminuindo a libido).

5-Difenidramina e Difenidrin (Afetam a parte do sistema nervoso responsável pela excitação sexual e orgasmo, podendo também causar secura vaginal).

6-Vicodin, Oxycontin, Dimorf e Metadon (Diminuem a testosterona, podendo diminuir a libido).

Além dos remédios, a diminuição da libido pode ocorrer devido a outras causas como hipotireoidismo, redução dos níveis de hormônios no sangue como ocorre na menopausa ou andropausa, depressão, estresse, problemas com a imagem corporal ou ciclo menstrual.

Por esta razão, é importante consultar um médico e falar abertamente sobre a falta ou diminuição de libido, para tentar resolver ou atenuar o problema, reduzindo a dose, trocando por outro remédio ou tratando o problema que pode estar alterando o desejo sexual.

Texto de autoria do Dr. Yuri Galeno. Excelente endocrinologista de Natal (Repost modificado de @dryuri_insyde)