Refluxo e esporte

O refluxo é originado por uma incompetência do esfíncter esofagiano inferior que permite o retorno do conteúdo ácido do estômago para o esôfago, levando a uma irritação da mucosa.

No esporte é muito comum as queixas de azia, queimação, regurgitamento e empachamento, que podem ocorrer desde o início da atividade física até durante o sono.

Nos exercícios de resistência (ex:corrida) a principal causa dessas queixas é uma dieta pré-treino inadequada. A alimentação tem que ser realizada no máximo de 30 a 60 min antes do treino e deve-se evitar alimentos ricos em fibras e proteínas (desaceleradores da motilidade gástrica) e de gordura (relaxadora do esfíncter esofagiano inferior).

Caso seja fornecida soluções repositoras de glicose durante a atividade, a concentração da solução deve ser de no máximo 8%, pois concentrações maiores retardam o esvaziamento gástrico e causam sensação de empachamento.

No treinamento de força (ex:musculação) as principais causas do refluxo são uma alimentação inadequada pré-treino (seguir as mesmas orientações descritas para o treinamento de resistência) e o aumento da pressão abdominal durante o carregamento de peso.

Ao carregarmos peso a pressão abdominal eleva-se pela contração da musculatura abdominal que dá suporte ao movimento e também pela respiração inadequada, já que o ar preso nos pulmões exercerá uma pressão gástrica adicional.

O tratamento do refluxo começa com uma alimentação apropriada no pré-treino. Durante o treinamento é importante manter uma respiração adequada e deve-se evitar atividades de força na posição inclinada de cabeça para baixo e com intensa pressão abdominal, como em um exercício de abdominal.

Caso for necessário tratamento medicamentoso temos que ter cuidado com a escolha, já que alguns remédios podem causar desde desconforto intestinais até sonolência, com consequente redução da performance.

Olá! Como vai?
Em que posso te ajudar?